• Ter 02 Maio 2017
  • 21h30
  • Café-Teatro Teatro Campo Alegre — Porto

    MARIA RAMOS

    ÁRIDA

    Teatro Campo Alegre — Porto

    “Árida” interroga o próprio conceito de corpo e de espaço, explorando as suas possibilidades, testando os seus limites, questionando a sua definição.

    Em que pensamos, quando pensamos em corpo? E em espaço? Como esperamos que o corpo se manifeste? E o espaço? Como concebemos a relação entre ambos? Só será possível coreografar ‘ o corpo’ ? E poderá o espaço tornar-se tangível? “Árida” prolonga a colaboração entre Maria Ramos e a designer de luz Vinny Jones, na continuidade de “Something Still Uncaptured”. Se aí partiam das ideias de contenção e adensamento do espaço, chamando-lhe ‘ paisagem-em-ação’ , neste trabalho desenvolvem essa mesma noção, mas explorando as ideias de aridez, de vastidão e de expansão do espaço cénico.

    Maria Ramos (Oeiras/Barlavento Algarvio). Entre 1996 e 2009, viveu na Holanda onde estudou e desenvolveu a sua carreira profissional enquanto bailarina, tendo trabalhado com vários coreógrafos na Holanda, Alemanha, Grã Bretanha e EUA, entre os quais se destaca Angus Balbernie. É licenciada em Dança e Mestre em Coreografia pelo ArtEZ – Instituto das Artes, de Arnhem, na Holanda. Em Lisboa, fez o curso de Pesquisa e Criação do Fórum Dança, no contexto do qual criou o primeiro trabalho da trilogia “Um Certo Grau de Imobilidade”, ciclo de trabalhos do qual fazem parte as peças: “7pm/Rumour”; “Nerves Like Nylon”e “Something Still Uncaptured”, apresentadas na Holanda, Portugal e Argentina.
    Direção Artística e Coreografia Maria Ramos •Desenho de Luz e Espaço Cénico Vinny Jones •Desenho de Som Francisco Salgado •Interpretação Marta Cerqueira •Performer Nuno Paixão •Direção Técnica Mário Bessa •Acompanhamento Artístico Martinho R. Fernandes •Coprodução Teatro Municipal do Porto, Centro Cultural de Belém e Teatro Cine Torres Vedras •Produção Delegada Antunes Fidalgo UnipessoalResidências Artísticas Festival Materiais Diversos; Teatro Campo Alegre; EIRA –produção e realização de espectáculos; Companhia Olga Roriz Apoio Regular à Pesquisa Coreográfica Fórum Dança Espaço de Ensaio: ACCCA; CRIA-ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa •Apoio à Divulgação Embaixada do Reino dos Países Baixos em Lisboa; Embaixada da Austrália em Lisboa, CRIA - festival Olhares do Mediterrâneo •Projecto financiado pela República Portuguesa – Cultura/Direcção Geral das ArtesDuração aprox. 45 mins